Browse Category

Saúde

Suco anti-envelhecimento

SUCO ANTI-ENVELHECIMENTO


Bom dia queridos leitores! Espero que estejam bem e que as receitas de sucos verdes e sucos detox que eu fiz esses dias lhes vão dando resultado.
Yaa sabem que qualquer dúvida que lhes vá surgindo, tanto nos alimentos como a preparação, pode me escrever por aqui e eu em quanto possa sempre respondo.


O que quer dizer anti-envelhecimento?


Sem dúvida, o “anti-envelhecimento” está na moda. Anti-envelhecimento refere-se a todos os produtos, sejam cosméticos, terapêuticos, alimentícios, etc…, que cumprem a função de tornam o passar do tempo, é dizer que são anti-envelhecimento. Este tipo de produtos são muito procurados por todos em geral. Deve ser porque nos assusta não só da morte, mas também a velhice..
Embora seja uma etapa que se deveremos passar, estou de acordo que se pode chegar à velhice de muitas maneiras. No meu trabalho eu vejo a grande diferença que existe em pessoas da mesma idade. Prova de que cuidar de si durante toda a vida, é um fator decisivo que depois se reflecte tanto na aparência física, como na saúde, salvo algumas exceções claro.
Como me preocupo com a sua saúde, hoje, presente este suco com propriedades e benefícios que fazem um suco anti-envelhecimento ou suco anti-envelhecimento.


suco-anti-envelhecimento


SUCO DETOX PARA REJUVENESCER


Ingredientes:
-1 Beterraba
-1/2 xícara de mirtilos
-1/2 xícara de amoras
-3 nozes
-200ml de chá verde


INFORMAÇÃO NUTRICIONAL


Mirtilo:


Alto conteúdo em vitamina C
Propriedades anticancerigenas.
Protegem a nossa visão e a nossa pele.
Favorece a formação de colágeno.
Previnem infecções de urina com as antocianinas apresentam que contém.
Intervêm nos processos de regeneração e desenvolvimento celular


Amoras:


Ricas em vitamina C, vitamina E, flavonóides,antocianinas, ferro e fósforo.
Favorece a formação de colágeno
Muito antioxidantes.
Facilitam a absorção de ferro
Previne vários tipos de doenças cancerígenas.
Reforça as defesas
Reduzem o risco de infarto e doenças cardíacas.
Previnem doenças oral (gengivite, cáries,etc)
Regulam o metabolismo das gorduras e aumentam os níveis de colesterol bom (HDL)


Beterraba:


Rica em fibras, ferro, iodo, e ácido fólico.
Elevando o teor de antioxidantes.
É considerado um antianémico natural.
Efeito laxante por seu alto teor de fibra.
Reforça as defesas,
Reduz o mau colesterol (LDL).
Ideal para as grávidas devido ao seu conteúdo em ácido fólico.


Nozes:


Rico em vitamina B6, omega-3 e ácidos graxos poliinsaturados.
Diminui os níveis de colesterol ruim.
Previne doenças neurodegenerativas
Melhora a potência e a resistência muscular.
Grande poder antioxidante e anticanceroso
Alimento muito energético. Ideal para deportisas
Rico em folatos, ferro, zinco, potássio, cálcio e fósforo e fibras.
É cardioprotector e previne a arteriosclerose


Chá verde


Grande poder antioxidante. Propriedades anticancerígenas.
Acelera o metabolismo, por isso que o chá verde é um bom suplemento para baixar de peso.
Tomar várias xícaras de chá verde por dia reduz o risco ou atrasar o aparecimento de Parkinson.
Fortalece os ossos. Combate a osteoporose. Ideal para mulheres em fase de menopausa.
É cardioprotector. Reduz o risco de aterosclerose.
O chá verde reduz os níveis de colesterol e triglicerídeos
Diminui o risco de câncer de colo do útero produzido pelo vírus do papiloma humano.
Em creme é utilizado para o tratamento de verrugas genitais.

Saúde sexual – O Que é e a saúde sexual

É difícil definir em que consiste a saúde sexual, mas a OMS define-a assim: “A saúde sexual é um estado de bem-estar físico, mental e social em relação à sexualidade. Requer uma abordagem positiva e respeitosa da sexualidade e das relações sexuais, assim como a possibilidade de ter experiências sexuais prazerosas e seguras, livres de qualquer coação, discriminação e violência.”

O que é a saúde sexual?

Existem várias definições oficiais de saúde sexual. A Organização Mundial da Saúde (OMS) a engloba como “um estado complexo de bem-estar físico, emocional, mental e social em relação à sexualidade”.

A Organização Pan-americana de Saúde (OPAS) define que a saúde sexual é “a experiência do processo permanente de realização de bem-estar físico, psicológico e sociocultural relacionado com a sexualidade”.

https://www.altoastral.com.br/wp-content/uploads/2013/04/casal-prazer-sexo-tantrico.jpg

Segundo o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) é um quadro abrangente para analisar e responder às necessidades de homens e mulheres em relação à sexualidade e a reprodução humana”. Por sua parte, a Associação Mundial para a Saúde Sexual (WAS), a define como uma “abordagem amigável e positiva da sexualidade e a possibilidade de ter relações prazerosas e seguras, livres de coerção, discriminação e violência.

É imprescindível ter em conta que a sexualidade engloba, além das práticas sexuais, a maneira em que nos relacionamos como seres sexuados, assim como o respeito de nossos direitos sexuais e reprodutivos.

A última Declaração dos direitos sexuais e reprodutivos da WAS de 2015 enlisata os seguintes direitos:

1. O direito à igualdade e à não-discriminação.
2. O direito à vida, à liberdade e à segurança da pessoa.
3. O direito à autonomia e integridade do corpo.
4. O direito a uma vida livre de tortura, tratamento ou punição cruéis, desumanos ou degradantes.
5. O direito a uma vida livre de todas as formas de violência e de coerção.
6. O direito à privacidade.
7. O direito ao grau máximo atingível de saúde, incluindo a saúde sexual; compreende experiências sexuais prazerosas, satisfatórias e seguras.
8. O direito a beneficiar dos progressos científicos e dos benefícios que deles resultam.
9. O direito à informação.
10. O direito à educação e o direito à educação Integral da sexualidade.
11. O direito a contrair-se, formar ou dissolver o casamento e outras formas semelhantes de relações baseadas na eqüidade e o pleno e livre consentimento.
12. O direito a decidir ter filhos/as, o número e espaçamento dos mesmos, e a ter acesso à informação e aos meios para realizá-los.
13. O direito à liberdade de pensamento, de opinião e de expressão.
14. O direito à livre reunião e de associação pacíficas.
15. O direito a participar na vida pública e política.
16. O direito ao acesso à justiça e a remuneração e a indenização.

Fatores que debilitam a saúde sexual

Existem fatores que podem prejudicar a saúde sexual:

  • Auto-estima: quando em um casal, um dos dois se sente sexualmente menos atraente, o efeito sobre a relação pode ser negativo, devido a que ocorre no casal uma crise sexual
  • Ansiedade: quando alguém está preocupado em excesso pelo seu funcionamento nas relações sexuais, isso pode provocar um efeito rebote, fazendo com que se perca o interesse pelas mesmas. O medo do fracasso gera um forte nível de ansiedade
  • Problemas de casal: os problemas econômicos, as discussões com os filhos, problemas laborais, entre outros, podem fazer com que o casal tenha um distanciamento sexual
  • Os antecedentes que temos em relações sexuais anteriores podem causar um problema nas relações no
  • O stress pode provocar fraqueza na saúde sexual do casal.

Perguntas frequentes sobre a Saúde Sexual

Por que é importante para a saúde sexual?

A sexualidade faz parte de cada ser humano, desde que nascemos, posto que ao nascer já temos (ou é-nos atribuído) um sexo. A saúde sexual é o bem-estar que alcançamos com relação a esse sexo e a nossa forma de vivê-la. Sem saúde sexual não podemos chegar a uma satisfação plena. Não se refere apenas aos órgãos genitais ou das práticas sexuais, mas para se conhecer, se aceitar e viver a erótica com satisfação. Tem que ver com o corpo, auto-estima, as relações afetivo-sexuais, viver uma vida com bons tratos, etc.

Como posso melhorar a minha saúde sexual?

  • O exercício produz satisfação e bem-estar, o que pode provocar um aumento da libido
  • Uma limentación equilibrada e bons hábitos, como deixar de fumar evitam que existam problemas na função erétil
  • Ter uma boa comunicação no casal para que a qualidade do relacionamento melhore
  • Use o romantismo, criando uma atmosfera adequada para manter relações sexuais
  • Aumenta os jogos preliminares, a mulher precisa de mais jogo para melhorar o encontro
  • Imaginação e fantasia.
  • Uso de suplementos que podem aumentar a libido sexual, o Power Blue é um ótimo exemplo disso.

Uma boa saúde sexual depende do número de vezes que practiquemos sexo?

A sexualidade é muito variada, não se baseia apenas nas relações sexuais, mas que também contempla a relação com o nosso corpo e a nossa saúde, o que pode melhorar, se temos uma sexualidade de qualidade. Isso não depende da quantidade, mas da satisfação com que desfrutemos.

Existem pessoas que praticam muitas vezes sexo e não ter o prazer e outras que estão satisfeitas se masturbando ou simplesmente não o vivem como uma necessidade. É verdade que o ciclo de resposta sexual se segrega certos hormônios e substâncias químicas que proporcionam prazer ao nosso cérebro e que qualquer atividade física é saudável. Não obstante, essas práticas devem ser escolhidas livremente e a sua ausência em caso algum supõe uma disfunção.

Para ter boa saúde sexual, precisamos ter um casal e filhos?

Não necessariamente. A saúde sexual refere-se ao nosso bem-estar como pessoas sexuadas (isto é, nosso sexo é ser homem, mulher, etc). Há pessoas felizes, sem companheiro nem filhos. Também é possível alcançar a satisfação sexual e vitalidade com projetos de vida muito diferentes, o importante é a liberdade de escolha.

Aproveite e veja mais sobre o Power Blue, um suplemento sexual que tem ajudado muitos casais a melhorarem sua vida sexual.

10 Dicas alimentares para ganhar massa muscular

Principalmente os truques alimentares para ganhar massa muscular e truques para queimar gordura podem ser muito semelhantes, já que algumas diretrizes que são recomendados para a definição são válidas para o volume, uma vez que, embora o que muda na dieta é a quantidade de hidratos de carbono.


Basicamente o que vamos fazer é expor algumas diretrizes ou truques que normalmente devem ser seguidas para ganhar massa muscular, mas ter em conta que, quase sempre que se quer ganhar massa muscular o corpo ganha também alguns quilos de gordura, mais do que nada porque há que assegurar o melhor possível o crescimento e o importante é catabolizar o mínimo:


  • Consome proteína: no desenvolvimento muscular é importante tomar proteína, ao menos 1gr por quilo de peso mesmo em treinos intensos devem ser ingeridos até 2 g por quilo de peso corporal, necessita, para regenerar as miofibrillas musculares rompidas durante o treino.

  • Consome carboidratos: quando alguém quer ganhar massa muscular tem que comer carboidratos suficientes, recomendándose entre 3 e 4 gramas de carboidratos por quilo de peso coporal, o que você precisa para estar carregado de energia e poder realizar treinamentos intensos e exigentes, além de recuperar o músculo mais facilmente.

  • Consome gordura: (insaturadas), neste caso, não se preocupe por remover toda a gordura, já que esta é necessária para produzir termogênese e metabolizar o tecido adiposo, além de proteger o músculo de catabolizar e para que possamos treinar mais duro e intenso.

  • Beba água: nunca nos cansaremos de dizer que você tem que beber água antes, durante e depois do treino, a desidratação, por muito curta que seja, afeta a capacidade atlética do indivíduo e o físico em geral, além disso, os músculos são compostos de mais de 60% de água.

  • Realiza várias refeições: opta por tentar fazer entre cinco e seis refeições por dia, espaçadas duas ou três horas, assim você terá o nível de glicose mais estável e terá sempre seus músculos cheios de energia. A refeição mais importante, agora, é a do pós-treino, se você quer aumentar o seu tamanho muscular deve comer nos primeiros 20 minutos depois de treinar uma fonte de proteínas e carboidratos, se pode ser predigeridos para uma fácil e rápida absorção

  • Toma antioxidantes: os antioxidantes ajudam a deterioração das células musculares, e em particular as vitaminas C e e que favorecem o processo anabólico de recuperação, regeneração e crescimento celular nos músculos. Você pode suplementarte ou comer laranjas, limões ou tangerinas (Vitamina C) e abacate e nozes (vitamina E).

  • Toma sódio: ainda em definição, o sódio é um inimigo, porque retém líquidos este é um mineral essencial, necessário para ter uma melhor absorção de nutrientes, além disso, é um potenciador natural do hormônio anabólico insulina, e se perde ao suar nos treinos intensos. Aumente a sua ingestão de sódio a consumir molhos, alimentos em conserva e suplementos nutricionais.

  • Come nozes: são ricas em proteínas, fibras e gorduras saudáveis (os melhores nozes, amêndoas e sementes de girassol). São muito úteis para usá-los entre as refeições ou adicioná-los a uma refeição para melhorar a quantidade de proteínas. São ideais antes de dormir já que o seu conteúdo em fibras e gorduras saudáveis ajuda a retardar a digestão, de forma que seus aminoácidos permanecem por mais tempo no corpo, ajudando a evitar a decomposição da massa muscular durante o sono.

  • Toma sempre aveia: é rica em proteínas de alto valor biológico, gorduras, minerais como sódio, potássio, cálcio, fósforo, magnésio, ferro, cobre, zinco, e vitaminas B1, B2, B3, B6 e E. Com boa quantidade de fibras que contribuem para o bom funcionamento intestinal. Se combina com proteínas de origem animal, como leite desnatado melhorará os resultados anabólicos. Também recomendada como refeição pré-treino por sua função energizante.

  • Ovos: as claras são as fontes de proteínas de digestão mais rápida, o que faz com que sejam ideais para uma refeição antes ou depois do treino; e as gemas estão carregadas de lecitina e gorduras saudáveis (e também de gorduras saturadas), mas são assimilados muito lentamente.O ideal dos ovos é que, para além de que não contêm quase carboidratos cozidas podem levar a qualquer parte, de uma maneira fácil e limpa.

  • Não quisemos entrar em falar de suplementos que você pode tomar no crescimento muscular, em que salientarão os shakes de proteínas, creatina, BCAAs, o Zinco, cromo ou até mesmo tomar um multivitamínico, já que com uma boa alimentação, sendo rigorosos e disciplinados é possível conseguir os mesmos objectivos.

    Dieta para ganhar massa muscular

    Descubra em que se baseia esta dieta!

    Uma dieta para ganhar massa muscular é uma alimentação rica em calorias , o que nos permite aumentar de peso de uma forma saudável. O fato de consumir uma grande quantidade de calorias, permitirá gerar um tecido muscular magro.

    Em uma dieta de musculação das calorias ingeridas são, aproximadamente, 4.500, apesar de tudo dependerá do organismo e objectivos de cada um.

    DICAS PARA GANHAR MASSA MUSCULAR

    A chave baseia-se na ingestão de produtos ricos em calorias. Aproveita e escolhe os produtos que mais gostar, assim, seguir esta dieta será muito mais agradável, e não poderá sofrer para poder atingir seu objetivo, que é ganhar massa muscular.

    Quando se segue uma dieta para ganhar massa muscular você tem que fazer entre 5 e 6 refeições e comer uma banana ou um produto com creatina depois do treino.

    Portanto, você tem que realizar um pequeno-almoço, almoço, almoço, lanche, jantar e comer algo depois do treinamento, tal e como já foi mencionado anteriormente.

    É importante que o pequeno-almoço está formado por uma grande quantidade de carboidrato, proteína e gorduras saudáveis.

    Alguns dos alimentos que você deve incluir em sua dieta se você quiser ganhar massa muscular são:

    • Sanduíche de manteiga de amendoim e geléia
    • Salmão e salada de legumes
    • Shake de caiena
    • Atum
    • Leite com chocolate
    • Consegue-se aumentar a massa muscular

    PASSOS PARA COMEÇAR A GANHAR MASSA MUSCULAR RAPIDAMENTE

    Além da dieta, para começar a aumentar a sua massa muscular você deve seguir uma rotina de exercícios intensa que nos ajude a conseguir o nosso objectivo. Para isso é importante que você siga estas etapas:

    1. Evalúate: Antes de seguir qualquer dieta, é importante ter em conta os seus antecedentes familiares e seus hábitos alimentares para que levar uma nova rotina nutricional não seja tão duro.
    2. Defina seus objetivos: Cada corpo tem seus limites. Você deve estabelecer uma meta viável, a médio prazo, para que seja mais fácil fazer um acompanhamento de sua evolução e a redefinir seus objetivos conforme você começ as anteriores.
    3. Projeta um plano: Como disse antes, se você quer ganhar peso você deve comer, pelo menos, a cada três ou quatro horas. E lembre-se de que todas as refeições devem conter proteínas e hidratos de carbono.
    4. Treine muito Para obter aumento de massa muscular sem aumentar a gordura é necessário que não consumas mais calorias do que as queimadas treinando, mas você estará engordando.

    Se quiser começar com uma rotina de treino para ganhar massa muscular, Ictiva tem uma grande variedade de planos de formação que se ajustam aos seus objetivos!

    Além disso, Ictiva oferece planos de treino com dietas associadas que te ajudarão a alcançar os objetivos que você tem proposto.

    TREINE COM A APLICAÇÃO DE ICTIVA E ALIMENTATE DE FORMA SAUDÁVEL

    Agora você pode fazer o download da App de ictiva no Google play , para fazer exercícios em casa e cuidar da sua alimentação. Também tem disponível na loja da Apple Store, o seu ginásio em casa, para que se ponha mais em forma do que nunca. Faça o download e comece a treinar grátis!

    Dieta para engordar, ganhar peso e massa muscular

    Quando ouvimos a palavra dieta e pensamos na figura do nutricionista – nutricionista, geralmente venirnos à cabeça a idéia de perder peso. É verdade que a maior parte de pessoas que chegam ao nosso centro de nutrição, o fazem à procura de uma dieta de emagrecimento. Contudo, também são muitas as que vêm para corrigir um problema de saúde ou para aumentar de peso.

    Pode parecer que o ganho de peso é uma questão simples, geralmente pensam assim aquelas pessoas que tendem a engordar quando não seguem uma alimentação equilibrada ou cometem algum excesso. Pois bem, nada mais longe da realidade. De fato, a dificuldade de uma dieta para engordar, é maior do que a de uma para emagrecer.

    Como saber se estou no peso baixo?

    Para avaliar o peso da pessoa, é feito da mesma maneira que quando há excesso de peso. Em primeiro lugar, o IMC ou índice de massa corporal, nos dá uma primeira referência. É considerado baixo peso, quando este está abaixo de 18,5.

    IMC=Peso/tamanho ao quadrado.

    Em segundo lugar, valorizamos o % de gordura corporal da pessoa e seu nível de massa muscular, para ver se está dentro dos parâmetros saudáveis.

    Em terceiro lugar e não menos importante, guiamo-nos também pela percepção de cada pessoa sobre si mesma. Devemos lembrar que, dentro de um peso saudável, existe uma margem em que nos podemos mover para que a pessoa se sinta bem com o seu corpo.

    Como deve ser uma dieta para ganhar peso?

    Uma dieta destinada a engordar, deve ser hipercalórica, ou seja, deve pautarse uma ingestão de calorias superior ao gasto calórico da pessoa.

    Um dos principais problemas das pessoas que querem subir quilos por sua conta, é que o fazem, comendo de maneira incorreta, por exemplo, a escolha de alimentos muito calóricos, como alimentos fritos ou produtos açucarados. No nosso centro de nutrição, sempre enfrentamos essas orientações dietéticas partir de um ponto de vista saudável e através de dietas equilibradas.

    O Alimentos recomendados para incorporar para aumentar de peso?

    Como sempre, temos que adaptar a dieta para cada pessoa em função de seus gostos, gasto energético e situações específicas de sua saúde.

    Alguns dos alimentos que geralmente recomendo são:

    • Frutas frescas
    • Frutas secas
    • Frutos secos
    • Azeite de oliva extra-virgem
    • Cereais refinados (Pão, macarrão, arroz)
    • Muesli

    O Número de refeições por dia?

    Uma característica comum entre as pessoas que estão com baixo peso, é que geralmente cansam-se com facilidade e têm um metabolismo rápido que queima mais calorias do que o habitual. A melhor maneira de resolver estas situações, é pautar pequenas refeições pouco espaçadas no tempo. Eu recomendaria fazer um mínimo de 6 refeições por dia.

    Exemplo de dieta hipercalórica

    • Café da manhã (7:00h): 1 Copo de leite integral, 60 gr de granola e uma torrada de pão (60g.) com o queijo fresco e abacate.
    • Café da manhã II (10:00h): 2 tangerinas e de um sanduíche (120 g. de pão) de presunto ibérico.
    • Meio da manhã (12:00h): 30 g. de nozes e uma banana
    • Comida (14:00h): Espaguete com legumes, bife de boi grelhado com berinjela, pimentão e batata assados ao forno. Iogurte natural.
    • Lanche da tarde (17:00h): Suco natural de laranja, lanche (120g. Pão de atum ao natural
    • Jantar (20:00h): Salada de lentilhas com ovo cozido e salmão defumado. Iogurte natural.
    • Recena (22.00 h): 2 biscotes de pão com jamó york, copo de leite integral com canela.

    Mudança de hábitos para ganhar massa muscular

    Devemos ter em conta que, muitas vezes, o objetivo não é só engordar um determinado número de quilos, mas que, além disso, também visa uma melhoria da tonificação muscular. Para isso, a ingestão calórica deve ser acompanhada de exercício físico e treino adequado.

    Quando se realiza uma dieta hipercalórica, para que o peso que ele suba seja músculo e não gordura, é necessário realizar os exercícios adequados. Você pode fazer upload de massa muscular fazendo apenas esporte sem dieta, mas não fazê-lo apenas com uma dieta sem esporte.

    Suplementação

    Muitas vezes as pessoas se perguntam se é necessário tomar shakes ou suplementos para o ganho de peso. Não é imprescindível recorrer à suplementação para aumentar o volume, no entanto, nos casos em que se quer subir a massa muscular, pesquisar por exemplo uma bebida de creatina pós-treino, pode ser de grande ajuda. O nutricionista – nutricionista, sempre será a pessoa adequada para aconselhar sobre quais produtos são os mais adequados em cada caso e podem funcionar melhor.

    Se você precisa de uma dieta personalizada, nós podemos ajudá-lo em nosso centro de Barcelona, ou através do nosso serviço de nutricionista – nutricionista online.

    Julia Farré nutricionista Barcelona

    Dieta para ganhar massa muscular. Como você deve comer?

    Estamos acostumados a que as pessoas façam dieta para perder quilos ou tirar gordura, respondendo ao modelo de beleza social. Mas também são muitos aqueles que fazem dieta para ganhar massa muscular. São pessoas que aplicam uma dieta de treino rigoroso, com o objetivo de aumentar o seu volume.

    Neste artigo vamos contar as principais características deste tipo de dietas e o que deve comer para ganhar massa muscular.

    Mas por que deveríamos querer ganhar massa muscular? Tão frustrante é não conseguir perder peso, como não conseguir ganhá-lo. Em alguns casos, a magreza extrema, assim como a obesidade, o que pode gerar traumas. Em outros, o esforço para aumentar a massa responde a um treinamento que tem como objetivo moldar o corpo.

    A magreza extrema, o que pode gerar traumas, como a obesidade, e por isso, este tipo de dieta são importantes, também, para os que querem moldar seu corpo e precisam ganhar massa muscular.

    Consulte aqui os tipos de rotinas de treino.

    Quais são os tipos de gorduras que fazem falta?

    Normalmente, uma dieta média costuma dar umas 2.000 calorias diárias, que é o que estima-se que uma pessoa média costuma gastar em sua vida cotidiana. Mas a dieta que lhe vamos propor estarás a ingerir cerca de 4.500 calorias. Não se esqueça de que aqui o objetivo não é manter-se, mas ganhar massa e, por tanto, você deve ingerir mais do que consome. Mas não se engane, o objetivo não é, nem de longe, consumir gorduras vazias. É mais, você deve evitar, na medida do possível, todas aquelas gorduras que não são consideradas saudáveis.

    Onde você vai encontrar gorduras saudáveis? Em frutos secos, azeite de oliva e peixes.

    Café da manhã e treino, momentos críticos

    Outra pauta é o de aumentar os seus pequenos-almoços e também o que a vírgula depois de cada treino, pois são os momentos em que o corpo pede mais nutrientes e calorias. Os músculos armazenam glicogênio, que é o seu combustível e energia nos momentos de treino. Não alimentar-se corretamente após o exercício pode ter um impacto em uma perda desse glicogênio e, portanto, de massa muscular; além de ser um fator de risco para o aparecimento de complicações de saúde. Em contrapartida, se você lhe der o que você precisa nesses momentos você vai ter certeza de que os músculos cresçam de forma correta, minimizando os níveis de gordura.

    Durante o resto do dia, as outras refeições, mas menos importantes que estes dois e que estão principalmente baseadas em proteínas, enquanto que as duas citadas se concentram mais em carboidratos.

    Dieta ideal para ganhar massa

    • Começar o dia com claras de ovos e ovos inteiros, bem como com laranjas. Você pode adicionar aveia, pão integral e manteiga. Com isso você terá consumido cerca de 800 calorias.
    • A meio da manhã para comer um sanduíche ou lanche que te entregará outras 700 calorias.
    • Para o almoço, você pode comer frango, arroz integral, pimentão, cogumelos e azeite de oliva.
    • A meio da tarde, comerás outro sanduíche, uma banana e um pouco de manteiga.
    • O jantar deve centrar-se em proteínas, como carne, vegetais, leite desnatado…
    • E antes de dormir, você pode comer outro pequeno lanche, aveia e amêndoas.

    Deve ter em conta que seus ingestão variam segundo se encontrar em um dia de treino ou de descanso. Deve-se prestar atenção em cada um deles; pois nos primeiros, as comidas, especialmente na parte da manhã e após a sessão esportiva, devem ser mais abundantes.

    Lembre-se: o objetivo é aumentar a massa muscular, mas manter as gorduras.